sábado, 21 de fevereiro de 2015

"O Passageiro do Expresso", de José Rodrigues Miguéis



Esta peça de teatro conta-nos a história do reencontro de dois velhos colegas de escola, Óscar e Filipe, em casa de um deles, quando já estão perto dos 40 anos.
Óscar copiava os trabalhos do amigo na escola e, entretanto, enriqueceu a enganar as pessoas. Já Filipe empenhava-se na escola, mas desde então falsificava assinaturas, tendo acabado por ser preso várias vezes. Excluindo isso, este era melhor pessoa do que o colega, mas vivia miseravelmente, não  tendo sequer um sítio onde morar.
Quando se voltam a encontrar, depois de  conversarem sobre a sua vida na escola e da vida que foram tendo ao longo daqueles anos, e depois de Óscar gabar-se da vida que tem, humilhar e provocar o colega, Filipe arranja uma faca e esfaqueia Óscar no peito enquanto este dorme,  acabando este último por morrer.
Filipe, para se afastar e esquecer o que fez,  resolve viajar de expresso. Contudo, nesta viagem , de consciência pesada, começa a alucinar e a ver fantasmas de várias pessoas que conhece, incluindo o do colega que matara. Filipe, então, com um revolver, decide suicidar-se, sendo, no entanto, impedido por um espectador que interrompe a peça... Contudo, a questão que se coloca é: será que Filipe ouve e cede aos argumentos do espectador e põe de lado a ideia de se suicidar ou, pelo contrário, a sua angústia é tal que não há quem o demova dos seus intentos e acaba, atormentado pelos seus fantasmas, por matar o próprio espectador e se suicidar em seguida?
Isto, meus caros amigos, só o saberão depois de lerem...

5 comentários:

  1. O que é que o título do livro tem a ver com a história em si?

    ResponderEliminar
  2. No título "O Passageiro do Expresso", o "passageiro" é o sinónimo do fantasma de Óscar que Filipe vê enquanto viaja no expresso.

    ResponderEliminar
  3. A razão de Filipe para matar Oscar foi só por ele se gabar, o humilhar e provocar? A questão cometida no final dá mesmo que pensar.

    ResponderEliminar
  4. Sim, essas foram as principais razões, mas Filipe provavelmente não teria matado Óscar se não tivesse ingerido álcool,o que contribuiu decisivamente para Filipe ir ao extremo e cometer o crime.. Saberás o que acontece no final se leres a peça de teatro!

    ResponderEliminar